Notícias

Publicada em 19 de agosto de 2015 - 11h 46
O trânsito de VR, apesar de caótico, tem solução

O trânsito de VR, apesar de caótico, tem solução

É até um pouco óbvio o que vou dizer, mas o trânsito de Volta Redonda está se tornando impossível. Mas apesar de tudo há solução.

A primeira que nos veem a cabeça é a conclusão da Rodovia do Contorno, uma obra de mais de 20 anos, que por inabilidade das forças políticas de Volta Redonda, ainda é mais uma expectativa do que uma realidade.

Essa obra, que já consumiu milhões de reais de impostos pagos por nós cidadãos, já não será suficiente por si só para resolver o problema do trânsito. Certamente, ela ajudará a desviar o trânsito pesado entre a BR-393 (um dos principais acessos rodoviários para o Nordeste do País) e a Rodovia Presidente Dutra, mas esse não é mais o único problema.

 

Acredito que precisamos cuidar de alguns itens:

1)    REENGENHARIA DE TRÂNSITO: Quando ando de carro em Volta Redonda, observo que é preciso uma grande reengenharia de trânsito na cidade, que inclui, por exemplo, rever tempos de sinais de trânsito, alterações de mãos em algumas vias, etc. O ideal seria realizar um grande estudo e, principalmente, ouvir a população.

2)   MELHORIA DO TRANSPORTE PÚBLICO: o bilhete único lançado esse ano pela Prefeitura é um avanço, mas precisa ser aprimorado. O prazo de 45 minutos para uso de um segundo ônibus pode ser insuficiente em algumas rotas nos horários de pico. Além disso, ele não beneficia quem usa o vale-transporte, o que é uma pena. O correto seria estender o benefício para todos, o que ajudaria os empresários, sobretudo os pequenos e médios, a reduzirem seus custos com transporte de funcionários que moram em locais mais distantes. Ouço casos de pessoas que reclamam que não conseguem um emprego porque o empregador não quer pagar duas passagens. Isso ajuda também, dependendo do salário, que o desconto no salário seja um pouco menor. Além disso, é preciso criar corredores de ônibus, rediscutir as linhas de ônibus que se mostram há muito tempo obsoletas. Novamente, nesse caso é necessário um grande estudo, pesquisas e ouvir comerciantes, empresários, associações de moradores e, principalmente, os usuários. Se o transporte público melhorar, a tendência é que menos pessoas usem o carro e com isso o trânsito melhore.

3)  CICLOVIAS – Volta Redonda, desde a época da construção da CSN, sempre teve uma tradição no uso da bicicleta para locomoção para o trabalho. Mas andar de bicicletas pelas ruas de Volta Redonda é um desafio e muitas vezes um grande risco. Por outro lado, há verbas de projetos federais para construção de ciclovias que o município pode buscar.

Essas são algumas sugestões simples e óbvias que pensei, mas certamente existem outras. E você, o que pensa sobre esse assunto?